• Um breve resumo sobre a origem do Steel Frame

    Escrito em 09/01/2018

  • Apesar de no Brasil ainda ser considerado uma inovação, a origem do Steel Frame, também conhecido como Light Steel Framing (LSF), remonta ao início do século XIX.

    Historicamente, este modelo de construção iniciou-se com as habitações em madeira, construídas pelos colonizadores no território americano; quando nos Estados Unidos começou a conquista do território e a migração chegou à costa do Oceano Pacífico. Neste período, com o grande crescimento da população foi necessário buscar métodos rápidos e produtivos para serem empregados na construção de habitações, utilizando os materiais disponíveis na região (madeira). A partir de então, as construções em madeira, conhecidas como Wood Frame, tornaram-se o sistema residencial mais comum nos Estados Unidos.

    Em 1933, com o grande desenvolvimento da indústria do aço nos Estados Unidos, foi lançado o protótipo de uma residência em Steel Frame, que utilizava perfis de aço substituindo a estrutura em madeira.

    No período pós 2ª Guerra Mundial, houve um grande crescimento da economia americana e um elevado crescimento na produção de aço. Isso possibilitou a substituição do uso da madeira pelo uso das estruturas em aço, visto que eram mais leves e mais resistentes à intempéries. Na década de 1990, houve uma instabilidade referente ao preço e à qualidade da madeira para a construção civil, o que fez com que os perfis em aço passassem a ser mais utilizados nas construções residenciais. Estima-se que, até o final dos anos 90, 25% das residências construídas nos Estados Unidos eram em Steel Frame.

    Após a Segunda Guerra Mundial, também começaram a surgir no Japão as primeiras construções em Steel Frame para reconstruir milhões de casas que haviam sido destruídas por bombardeios. Como as construções em madeira contribuíram para o alastramento das chamas e destruição em massa, o governo japonês restringiu o uso de madeira em construções com objetivo de promover construções que não fossem inflamáveis, no caso o aço.

    Com isso, a indústria de aço japonesa começou a produzir perfis leves para a construção civil como um substituto aos produtos estruturais de madeira. Consequentemente, o Japão apresenta um mercado e uma indústria altamente desenvolvidos na área de construção em perfis leves de aço.

    Assim, nos países onde a construção civil é predominantemente industrializada o Steel Frame é largamente utilizado há mais de 30 anos, destacando-se nos Estados Unidos, Inglaterra, Austrália, Japão e Canadá.

    Já no Brasil, apenas a partir de 1998 essa tecnologia passou a ser empregada, tendo seus primeiros projetos voltados para edificações de médio e alto padrão, a fim de romper paradigmas culturais. Atualmente, este sistema construtivo vem sendo visado para construção de conjuntos habitacionais e construção de residências em grande escala, devido à sua industrialização, o que gera alta produtividade e racionalização dos processos.


    AUTOR: Decorlit Soluções Construtivas